Seja bem-vindo ao blog do Grupo Verso de Boca!

Você está convidado a adentrar no universo mágico da POESIA!!!

"Verso de Boca
Gesto de voz
Toda a poesia
Vem até nós.

No céu da boca
No tom da voz
Clama a poesia
Por todos nós.

O verso guarda
Dentro do peito
Grande emoção.

A boca fala
Do que está cheio
O coração."


(Horácio Dídimo)







sábado, 10 de julho de 2010

Espetáculo A POESIA DO BRASIL MESTIÇO - Sesc-CE (out/2008)

Traduzir-se (Ferreira Gullar)

Uma parte de mim
é todo mundo:
outra parte é niguém:
fundo sem fundo.

Uma parte de mim
é multidão:
outra parte estranheza
e solidão.

Uma parte de mim
pesa, pondera:
outra parte
delira.

Uma parte de mim
almoça e janta:
outra parte
se espanta.

Uma parte de mim
é permanente:
outra parte
se sabe de repente.

Uma parte de mim
é só vertigem:
outra parte,
linguagem.

Traduzir-se uma parte
na outra parte
- que é uma questão
de vida ou morte -
será arte?




2 comentários:

  1. Que pena que perdi essa apresentação...
    Mas que bom que pude conhecer e embevecer-me com um "tiquinho" na "canja" do Abraço Literário...
    Vilemar F Costa - http://viapoese.blogspot.com
    http://sacodetextos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Agradecemos, Vilemar!

    Estaremos apresentando um novo espetáculo essa semana: POESIA POPULAR BRASILEIRA.
    Será no Teatro Morro do Ouro (anexo do Theatro José de Alencar), nos dias 21 e 22/10, às 19h. A entrada é só 1 kg de alimento.

    ResponderExcluir