Sobre o fundador

Francisco ROBERTO Silveira de PONTES Medeiros, nasceu em Fortaleza, Ceará (04/02/1944). Cursou a Faculdade de Direito (1964) e o mestrado em Literatura Brasileira (1991) na Universidade Federal do Ceará. É poeta, crítico, ensaísta, tradutor, professor de Literatura Portuguesa e de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa na UFC.

Roberto Pontes iniciou-se na literatura nos anos 60 através do Grupo SIN (de sincretismo) e teve seu primeiro livro de poesia, Contracanto, publicado em Fortaleza pela Edições SIN, em 1968. O Grupo SIN, fundado por ele, Pedro Lyra, Horácio Dídimo, Linhares Filho e Rogério Bessa, desfez-se em 1969, porém marcou sua efêmera presença com a publicação de uma Sinantologia, reunindo aqueles poetas e alguns outros que haviam aderido ao movimento, cuja meta era a renovação das letras cearenses.

Desde então, o poeta, crítico e ensaísta já publicou os seguintes livros de poemas: Lições de Espaço (1971), Temporal (1976), Memória Corporal (1982), Verbo Encarnado (1996), Breve Guitarra Galega (2002), Hierba Buena/Erva Boa (2007), Lições de Tempo & Os Movimentos de Cronos (2010) e 50 Poemas Escolhidos pelo Autor (2010).

Roberto Pontes fundou os grupos Poesia Simplesmente, no Rio de Janeiro, e Verso de Boca, em Fortaleza, ambos de performance poética.

O poeta foi homenageado com a "Comenda do Mérito Literário" (1987), pela Fundação Cultural de Fortaleza, e recebeu o prêmio Universidade Federal do Ceará (1970), conferido ao livro Lições de Espaço, apenas a título de exemplificação. Pontes representou o Brasil no "Primeiro Festival Internacional de Poesia de El Salvador" (2002) e no XII Festival Internacional de Poesia de Havana (2007). Além disso, faz parte do Pen Clube do Brasil.

Roberto Pontes é também o responsável pelo desenvolvimento da Teoria da Residualidade, segundo a qual toda cultura possui resíduos - resquícios - de mentalidades de culturas anteriores.



Postagens mais visitadas deste blog

APRESENTAÇÃO!